domingo, 24 de novembro de 2013

Avaliação F.D.P. - Santos 1x0 Fluminense (24/11/2013)

AVALIAÇÃO F.D.P. (FLU DA DEPRESSÃO)
SANTOS 1, FLUMINENSE 0

Amigos,

Esse time deve estar fechado com o Deley.

O Fluminense não marcaria um gol hoje nem que a partida durasse uma semana e enfrentássemos 11 Júlios Baptista. O que mais me incomoda, porém, não foi a falta de oportunidades criadas, mas a falta de disposição - restando três rodadas pro fim do campeonato, o Santos, time de meio de tabela sem aspiração NENHUMA no certame, simplesmente JANTOU um time com chances MAIS DO QUE CONCRETAS DE REBAIXAMENTO, na técnica, na tática e na raça.



Na técnica e na tática chega a ser aceitável que eles nos vençam, até porque nosso time é uma merda; na raça, nunca. Um time que luta contra o rebaixamento e se encontra em condições tão delicadas quanto o Fluminense não pode NUNCA correr menos do que o adversário, ainda que seja a Seleção Etíope dos Campeões da São Silvestre. Isso, amigos, me dá medo. Muito medo.

Outra coisa. Assisti ao jogo pela Band e o Teo José estava recitando algumas informações hoje sobre os jogadores. Fiquei especialmente incomodado com a quantidade de gols dos nossos atacantes. Fui pesquisar no site do UOL e vejam os gols marcados por eles no ano: Sóbis (16), Samuel (8), Rhayner (4), Biro-Biro (2), Marcos Jr (2). Não contei o Fred porque, bem, o cara é jogador da Seleção e eu só contei os do Fluminense. Ao todo, são 32 gols. O Hernane, sozinho, marcou 33. Reflitam.

As notas:

DIEGO CAVALIERI - Nota: +100
Basicamente, nosso goleiro evitou que o placar do jogo fosse, sei lá, 28 a 0. Outro ponto preocupante é que ele não estava NEM UM POUCO TRANQUILO - e quem estaria? - gritando a todo momento com a linha de quatro mongoloides que Dorival Júnior colocou para "protege-lo". Imaginem que o objetivo do sistema defensivo é proteger o gol e, consequentemente, o goleiro. "Olha só, Diego, hoje nós vamos de Igor Julião, Anderson, Leandro Euzébio e Digão pra te proteger, ok? Fica tranquilo". Aham. TRANQUILÃO. Leva +50 pela atuação e +50 pelas declarações pós-jogo. Link: PESQUISEM. Preguiçosos.

IGOR JULIÃO - Nota: INFINITO NEGATIVO
O que antes era meramente uma possibilidade, hoje virou fato consumado: Igor Julião é o pior jogador que já saiu das categorias de base do Fluminense. Técnica? Zero. Velocidade? Zero. Cérebro? Zero. Físico? DOIS MILHÕES DE ZEROS. Esse moleque perderia uma dividida contra um velho raquítico, desnutrido e com osteoporose e não ganharia na corrida de um cadeirante de um braço só. É tão imbecil que as jogadas do Santos em cima dele foram todas CANTADAS, do tipo "Olha só, menino Julião, eu vou tocar aqui, correr por trás de você e receber ali, ok? Evite essa jogada". E A JOGADA CORRIA PERFEITAMENTE EM CIMA DESSE IMBECIL. O moleque conseguiu tomar bola nas costas O JOGO INTEIRO sem SER VISTO no ataque. Pelo menos ele quase deu uma assistência - pena que pro Santos. Sinceramente? Mantê-lo no onze inicial pros dois últimos jogos é dar sorte demais pro azar.

ANDERSON - Nota: -300
O lance emblemático foi o do segundo tempo, quando um rapaz chamado GEUVÂNIO (!!!) recebeu na ponta-direita e, "marcado" pelo Anderson, invadiu a área como se na frente dele não houvesse nada. Ele simplesmente cortou pro lado que queria, entrou na área livre de marcação e só não fez o gol por pura incompetência própria e competência do Cavalieri. Mas quem tem Anderson paga pelo fato de ter Anderson, mais cedo ou mais tarde: no lance do gol, a bola rolou caprichosamente por entre as pernas desse Satanás Júnior. Pelo menos no próximo jogo o Gum volta... trankilo

LEANDRO EUZÉBIO - Nota: -299
Logo no começo do jogo ele deu um CHUTÃO RASTEIRO que foi parar no pé de um cara do Santos, armando o primeiro de muitos contra-ataques pros caras. Não obstante, conseguiu levar uma caneta do Thiago Ribeiro SEM QUE O THIAGO RIBEIRO SEQUER TOCASSE NA BOLA!!!, e deu um migué de que tinha machucado o tornozelo, num dos lances mais bizarros que já vi um zagueiro protagonizar - e olha que ele está conosco há uns 3 anos, né? Já vimos cada bizarrice desse cidadão.

DIGÃO - Nota: 2
Vamos falar sério... no começo pareceu bonitinho porque conseguimos vencer, mas... Digão na lateral-esquerda? Em outros tempos isso era caso de interdição do responsável. Se ele já não é grandes coisas na zaga, função de ofício dele, que dirá na lateral contrária ao pé ~~~bom~~~. Nos outros dois jogos ele até quebrou um galho, mas hoje foi sofrível. Zilhões de bolas nas costas, a lateral parecia uma avenida, não deve ter acertado um posicionamento. Agora eu LES pergunto: dá pra culpar o cara?

EDINHO - Nota: 3.5
O lance marcante pra mim foi um lançamento pro Rhayner no primeiro tempo, quando ele driblou três caras e acertou um passe foda, DE CANHOTA, lá pra ponta-direita. Não sei se é uma percepção só minha, mas o cara tem "evoluído" no quesito saída de bola; já na marcação... foi tão deprimente quanto o Jean. Quem entrasse no nosso meio-campo poderia fazer o que quiser. O Santos tocava a bola como se fosse o Barcelona, pra lá e pra cá, pra lá e pra cá, pra lá e pra cá, enquanto nossos volantes OLHAVAM e SEQUER AMEAÇAVAM O BOTE!!!

JEAN - Nota: 0
Tudo o que esse infeliz jogou contra o São Paulo ele jogou hoje EM DOBRO SÓ QUE AO CONTRÁRIO. Completamente nulo na marcação - nossa intermediária parecia um playground pro poderosíssimo meio-campo do Santos. A saída de bola me fez lembrar dos gloriosos tempos de Diogro - a diferença é que o saudoso Diogro não deixava nem Papai Noel na véspera de Natal passar. Não tenho a estatística precisa mas senti que o Fluminense não recolheu UM REBOTE O JOGO INTEIRO. Nos escanteios a nosso favor, os caras conseguiam sair jogando TODA HORA.

WAGNER - Nota: Oi?
Você consegue sentir o cheiro de merda virando a esquina quando o seu time vai jogar com três "atacantes" e somente o Wagner na armação. Se ele ainda mantivesse a forma com que se apresentou nos dois últimos jogos... mas não. Hoje ele resolveu ser ruim com ÓDIO. Anunciou que não ia jogar nada no Vale do Eco - "hoje eu não vou jogar NADA!!! (nada!... nada!... nada!...)" - e cumpriu com o prometido. Verdade seja dita ele mal foi visto em campo, e quando a câmera o focalizou próximo da bola era pra errar um passe de 30 centímetros. Na última Avaliação F.D.P. eu vislumbrei um meio-campo produtivo com Wagner e Conca, mas, sinceramente? Não dá pra confiar num cara que, ao que tudo indica, joga quando quer.

RHAYNER - Nota: 0
Existem vários tipos de jogadores irritantes. Um deles é como o Wagner, que irrita pela omissão, mas o Rhayner é o caso clássico de cara que te irrita pelo excesso. Ele é ruim à vera, acha que é bom à beça e quer tocar na bola O TEMPO TODO, só que isso implica, invariavelmente, em uma cagada após a outra. O lance emblemático foi no final do segundo tempo, quando ele deixou o marcador pra trás, lá na ponta-esquerda e, livre, atirou-se ao chão e reclamou pela não marcação da falta. Até hoje me pergunto como "O Atacante Que Não Faz Gols Nem Dá Assistências E É Mais Visto Na Lateral Do Que No Ataque" veio parar nas Laranjeiras. Deve ser o invejável currículo, com passagens por Grêmio Barueri, Marília, Figueirense, Linense e Náutico. Ou os 82 jogos sem marcar gols. Acho que em todos os times que passou, Rhayner lutou contra o rebaixamento. Obrigado por contaminar o meu.

RAFAEL SOBIS - Nota: 0
Uma âncora. Um verdadeiro peso morto. Não sei se foi opção do Dorival ou um deslocamento natural, mas o cara tava jogando de meia-esquerda. Ele não tem velocidade, força nem MOTIVO pra estar ali; todas as jogadas que chegaram nele vieram a óbito. Por um breve momento ele foi deslocado pra CENTROAVÂNCIA, mas poderíamos ter o próprio Ibrahimovic ali que de nada adiantaria, já que o Fluminense sequer conseguia cruzar a "terceira metade do campo", segundo o gênio Edmundo.

SAMUEL - Nota: 0
Se o Fluminense conseguisse vendê-lo pelo que ele acha que vale, pagaríamos as dívidas de todos os quatro grandes do Rio. Duas vezes. O cara tem uma pose absurda, você chega a achar que quem tá entrando em campo é o próprio Cristiano Ronaldo... e na hora do "vamovê" ele não consegue dominar uma bola, acertar um passe ou fazer um pivô. O foda é que vez ou outra, quando você menos espera, ele mete um gol aqui, um golaço ali, mas, na maior parte do tempo, ele é apenas Samuel, o Cruel de Assistir.

VALENCIA - Nota: 4
A bola parecia que estava queimando no pé do cara e, verdade seja dita, pela (des)qualidade da imagem do Band eu nunca sabia quem era Valencia e quem era Digão.

BIRO-BIRO - Nota: -
Gosto do moleque, mas você sabe que tá na merda quando ele é a esperança pra alguma coisa.

MARCELINHO - Nota: -
Também conhecido por "Como Um Técnico Campeão Brasileiro Por Um Time Consegue Ser Lembrado Com Ódio e Rancor Mesmo Após Deixar a Equipe". Um cara desses jogar num time de Série A é SACANAGEM. Um cara desses jogar no MEU time é TREZENTAS VEZES SACANAGEM. Vai tomar no cu, Abel Braga.

DORIVAL JR - Nota: B
Fiquei meio encucado quando ele substituiu o Samuel pelo Valencia no intervalo, porque como nós precisávamos da vitória, recuar o time não me parecia uma escolha sensata. Depois, pensando melhor, vi que a substituição até fez algum sentido já que o Santos mesmo na primeira marcha estava BRINCANDO com a gente e que o Samuel não estava arrumando nada. Por outro lado, manter o Sobis (poderia ter sido substituído com 25 do primeiro tempo), o Rhayner (poderia sequer ter entrado em campo) e o Wagner (que ainda tenho minhas dúvidas se de fato entrou em campo) por todo o tempo em que permaneceram (por Jesus, o Rhayner jogou OS NOVENTA MINUTOS) foi revoltante. Mais revolvante ainda foi, logo após o gol dos caras, ele chamar dois atacantes e tirar um volante. Ora essa, Sonrisal! Se vai colocar um atacante na vaga do volante quando a pica entrar, por que você colocou o volante no lugar do atacante quando a pica sequer estava rígida? Seu COVARDE! Pelo menos no final do jogo você falou o que de fato aconteceu e não ABELOU ou LUXEMBURGOU tentando maquiar a realidade. Dá jeito nesses putos, porra!

Um comentário:

  1. Vamo comentar aqui também galera!
    é triste essa situação do Flu,parece que o Fluminense tem mais vontade de ser rebaixado que a Ponte Preta(Náutico venceu nesse quesito).

    ResponderExcluir